Diversão e Arte
Filho de Raul Seixas surpreende com música
Um filho não-reconhecido de Raul Seixas lançou sua carreira artística com uma música que se equipara as melhores canções do maluco beleza.

O refrão é altamente impactante: “Foi te dando as estrelas que meu mundo caiu. Tô morando com Freud numa caixa de Rivotril”.

Sandro Augusto da Paixão Nogueira, mais conhecido como Sandrera, é tido como um filho não reconhecido de Raul Seixas. Tanto na aparência física quanto na sonoridade é evidente o DNA de Raul. Na cancão em que lança a carreira Sandrera surpreende com uma letra extremamente madura e irônica, alguns críticos de musica avaliam que ele superou a obra do pai.

Conheça em primeira mão a música do filho não-reconhecido de Raul Seixas.

Tá Freud, Baia

Ninguém me viu engasgando a seco

O bagaço da laranja mecânica

Só queria que inventassem pro meu coração

Uma injeção antitetânica

Tô lavando os pratos, que na pia deixou nosso amor

Não me avisou no contrato sobre dor

Foi te dando as estrelas que meu mundo caiu

Hoje eu moro com Freud numa caixa de rivotril

Foi te dando as estrelas que meu mundo caiu

Tô morando com Freud numa caixa de rivotril

Me pediu em casamento com sua língua gringa

Que no final tinha um tal de mon amour

Mas hoje meu coração apertou a tecla sap

Meu Deus eu me fu fu

Até que a morte os separe, mas me deixou sozinho

Em nosso barquinho a afundar

Me manda ao menos um colete

É que sem vocês eu não nadar

Foi te dando as estrelas que meu mundo caiu

Hoje eu moro com Freud numa caixa de rivotril

Foi te dando as estrelas que meu mundo caiu

Tô morando com Freud numa caixa de rivotril

Freud me contava suas neuras, amores e mágoas

Quando de repente, ei psiu

Era o meu cumpadre Ded que também estava dentro da caixa

Pensei puta que pariu É que o amor nos roubou, e ninguém gritou pega ladrão

Assinamos um BO Mas nos prenderam em vossas mãos

Foi te dando as estrelas que meu mundo caiu

Hoje eu moro com Freud numa caixa de rivotril

Foi te dando as estrelas que meu mundo caiu

Tô morando com Freud numa caixa de rivotril