Diversão e Arte
Clássico sci-fi Stargate vai ganhar nova trilogia nos cinemas
A Warner Brothers e a Metro-Goldwyn-Mayer Pictures anunciaram com um comunicado de impressa nesta última semana que “Stargate” ganhará uma nova trilogia de filmes baseados no longa de 1994.

O original teve direção de Roland Emmerich (“Independence Day”) e era estrelado por Kurt Russell (“Os Aventureiros do Bairro Proibido”) e James Spader (do ainda inédito “Os Vingadores 2 – A Era de Ultron”).

Emmerich voltará para dirigir o primeiro longa da trilogia, que terá a produção de Dean Devlin, parceiro de longa data de Emmerich e roteirista do filme de 1994. O diretor já comentou no ano passado que tinha apresentado para a MGM a ideia de rebootar a franquia e, na época ele disse queria começar do zero, então não espere o retorno de Russell e Spader.

O enredo de todas as produções gira em torno da premissa do Stargate, um aparelho anular que permite viagens pelo “subespaço”, através de um buraco de minhoca estável, com destino a outro aparelho idêntico localizado a uma vasta distância do primeiro (outro sistema estelar, por exemplo). Embora completamente ficcionais, as produções da franquia “Stargate” se passam no presente, com enredos escritos de maneira a não conflitar frontalmente com a realidade. Assim, a existência dos aparelhos é descrita como um segredo militar.

Segundo as produções, a maioria das mitologias da Terra teria por base acontecimentos envolvendo extraterrestres que visitaram ou controlaram as civilizações do planeta no passado distante, dentre os quais uma espécie alienígena – posteriormente conhecida como os goa’ulds – que teria escravizado os habitantes do Egito Antigo, criando ali o que viria a ser as cultura e religião egípcias.

Se passando por deuses, os goa’ulds fizeram os humanos de escravos e usaram o Stargate terrestre para transportar trabalhadores da Terra para outros planetas habitáveis. Em algum momento, os egípcios teriam se revoltado, forçando os alienígenas a fugir, e enterrado o aparelho, que seria redescoberto em 1928.