Fotos & Fatos
Jogo Sujo apreende R$ 150 mil em Boa Esperança
Na madrugada desta terça-feira, 18 foi deflagrada na cidade de Boa Esperança, a operação Jogo Sujo, objetivando desarticular uma quadrilha especializada em obter financiamentos rurais fraudulentos com a utilização de laranjas.

O grupo vinha praticando crimes de fraudes em bancos, estelionato, falsificação de documentos e associação criminosa.

De acordo com os coordenadores da operação, o Tenente-coronel Sebastião Aleixo Batista, comandante do 2º BPM e o Dr. Leonardo Augusto de Andrade Cezar dos Santos, Promotor de Justiça, foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão e sete de prisão, que resultou na detenção de sete pessoas e apreensão de mais de 150 mil reais em dinheiro, duas armas de fogo, munições, além de grande quantidade de documentos que eram utilizados em fraudes para financiamento rural.

Foram apreendidos também dois tatus abatidos.

A operação contou com a participação de 80 Policiais Militares do Serviço de Inteligência, da Força Tática e da Radiopatrulha do 2º BPM e 19 Militares do Gaeco (Grupo de Atuação Especial ao Crime Organizado) do Ministério Público. Além de Militares do Serviço de Inteligência do 5º BPM, que cumpriram um mandado de prisão e outro de busca e apreensão.

Segundo os Coordenadores, durante os levantamentos realizados pelos Agentes do Serviço de Inteligência do 2º BPM em parceria com o Ministério Público de Nova Venécia, apurou-se que a quadrilha vinha atuando a cerca de três anos e conseguiu levantar grande montante de dinheiro com esta modalidade de fraude na cidade de Boa Esperança. Ainda segundo investigações a quadrilha vinha adquirindo propriedades no Estado da Bahia em nomes de laranjas, através de financiamento.

Na manhã de hoje, oito mandados foram cumpridos em Boa Esperança e um no município de Aracruz, além da condução coercitiva de dois envolvidos em Boa Esperança. Além de residências, foram realizadas buscas no Sindicado de Trabalhadores Rurais e escritórios de empresa de consultoria.

No rol de procurados, dois suspeitos não foram localizados no município, e segundo os Coordenadores os dois se encontram em fazendas na Bahia, o que ensejou o acionamento das Unidades da Tríplice Divisa da Polícia Militar Baiana, que entraram no circuito em busca dos criminosos.

Os detidos e os materiais apreendidos foram encaminhados à promotoria de Justiça em Nova Venécia e posteriormente a Delegacia de Polícia Civil de Nova Venécia.
Fonte: Roberto Carlos Morgan /2º BPM