Memória
  História Viva  
Ex-primeira dama de Colatina é condenada
A ex-secretária municipal de Assistência Social Maria Júlia Rosa Chaves Deptulski, mulher do ex-prefeito Leonardo Deptulski (PT) Lenize Lilia Tozzi Fachetti e Clerismar Lyrio foram condenadas por fraude em convênios com dinheiro público pelo juiz Marcelo Bressan da 3ª Vara Criminal de Colatina, noroeste do Espírito Santo.

Magistrado condena as três mulheres a sete anos de prisão em regime semi-aberto. Os advogados de defesa já recorreram da decisão. A ação penal foi aberta em fevereiro de 2013 após denúncia da Promotoria de Justiça na operação ‘Jogo de Damas’ que envolvia oito suspeitos.
Cinco foram absolvidos pela Justiça por falta de provas. Na sentença proferida no último dia 21, as rés ganharam o direito de responder pelo suposto crime de peculato - abuso de confiança pública.
Não ficou comprovada qualquer participação no esquema dos contadores Robson Caetano, Andréia Rodrigues Caetano e Adriano Caetano Parpaiola. O juiz absolveu Carlos Magno e Fabíola Karla Fachetti Cristo.

O Ministério Público Estadual (MPES) estima que esquema que pode ter desviado até R$ 6,7 milhões em verbas da prefeitura. Os promotores exigiram a devolução do recurso. O nome do ex-prefeito de Colatina Leonardo Deptulki não é citado no processo.
Fonte: Nilo Tardin