Segurança
Diploma falso resulta em demissões no Iases
Nove servidores do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases), contratados por designação temporária no processo seletivo de 2014, foram exonerados nesta semana devido à falsificação de diplomas de ensino médio e acúmulo de funções.

Além do Iases, a Secretaria de Estado da Educação (Sedu) investiga 18 professores acusados de falsificação.As informações foram reveladas durante coletiva de imprensa na Secretaria de Estado de Controle e Transparência (Secont).

De acordo com a Sedu, 10 casos de irregularidades já foram confirmados: três envolvendo servidores efetivos e sete de contratos em designação temporária, que tiveram contratos rescindidos. Os crimes foram descobertos através de uma auditoria realizada pela própria Sedu.

Segundo Tarcísio Bobbio, corregedor da secretaria, os professores efetivos continuam em sala de aula, já que são investigados por suspeita de apresentarem diplomas falsos para conseguir a progressão da carreira.
Fonte: Carlos Cavalcante