Terra Verde
  Preservar e Produzir  
Análise das Crises Hídrica e Energética no Brasil e no Mundo
Cenário Hidro Energético Global – A humanidade enfrenta riscos sem precedentes causados ​​pela
mudança climática e degradação ambiental.

Os padrões de produção e consumo insustentáveis ​​das sociedades modernas, e especialmente a dependência dos combustíveis fósseis, estão mudando o clima do planeta e prejudicando diversos ecossistemas em uma escala e ritmo extraordinários.

Segundo a ONU,mais de 1/3 da população mundial vive hoje em regiões de moderado a alto stress hídrico, com um nível de consumo superior a 20% da sua disponibilidade de água e, em 2040, deverá ser mais de 2/3.

As causas profundas desses graves desafios são econômicas, políticas e culturais. Nosso paradigma
econômico não reconhece os limites planetários, muitas vezes devido ao pensamento de curto prazo e às ações inadequadas das externalidades.

Desta forma, existe uma necessidade urgente de transformar a compreensão atual de como medimos e valorizamos o crescimento, e como nos relacionamos e gerenciamos os recursos naturais. Essas questões devem ser incluídas na corrente geral da tomada de decisões econômicas e políticas, bem como nas mudanças de práticas e comportamentos do dia-a- dia.

Cenário Hidro Energético Nacional – “Diante do cenário de insuficiência de chuvas e baixa nos
reservatórios das usinas hidrelétricas, as distribuidoras de energia elétrica de todo o país farão uma
campanha publicitária para incentivar o consumo consciente de energia.

A previsão é que as peças em rádio, televisão e internet sejam divulgadas ao longo de novembro. De acordo com o Operador Nacional do Sistema (ONS), a previsão é de que o nível de armazenamento dos reservatórios das usinas hidrelétricas fique abaixo do verificado em 2014, ano mais crítico do histórico recente. O Nordeste apresenta o quadro mais preocupante, com os reservatórios operando com apenas 7,59% da capacidade.

No Sudeste e Centro-Oeste, o nível das barragens é de 20,45% e no Norte, 25,38%”.
Bandeira Vermelha – “A previsão de escassez de chuvas fez com que o governo anunciasse, no final de setembro, que, em outubro, a bandeira tarifária passaria para a cor vermelha patamar 2. Esta é a tarifa mais cara prevista e implica na cobrança de taxa extra nas contas de luz de R$ 3,50 a cada 100 kWh consumidos.
Em setembro, vigorou a bandeira amarela, que aplica uma taxa extra de R$ 2,00 para cada 100 kWh de energia consumidos”.
Problema x Solução Inteligente – A geração energética no Brasil é predominantemente hídrica.

Desta
forma, sem água, não temos energia. O fato de ser o banho diário o momento do dia em que o brasileiro mais consome esses recursos, especialmente nas regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste, impacta diretamente na logística hidro energética do país, uma vez que o banho diário, nessas regiões, é o principal causador do efeito “Horário de Ponta”, período entre as 18:00 e 21:00 horas, em que ocorre um aumento médio de 35% na curva de carga do SIN (Sistema Interligado Nacional), momento de maior tensão do ONS.

Sendo assim, é interessante destacar a atuação da KL Telecom, empresa que desenvolveu, patenteou e fabrica o ECO Shower Slim, acessório de baixo custo para chuveiro elétrico, com mais de 2 anos de
garantia de fábrica e que economiza 44,1% de água tratada e 41,6% de energia, conforme atestou a
UNIFEI (Universidade Federal de Itajubá) em laudo técnico que emitiu após desenvolver ensaios
específicos no produto. Existem também diversos depoimentos de clientes relatando economias ainda
maiores.

O produto/tecnologia vem sendo utilizado com êxito por diversas Concessionárias de Energia Elétrica em todo o país para a implantação de PEE (Programa de Eficiência Energética) por ter baixo custo e
interessantes índices de RCB (Relação Custo-Benefício) e de RDP (Redução da Demanda na Ponta),
tendo, inclusive, vários atestados de capacidade técnica e atestados de homologações emitidos por
Concessionárias usuárias do produto.

Tecnologias Inovadoras – Para promover maiores economias de água e de energia, mantendo a
satisfação e o conforto do banho diário e sem penalizar o usuário com a redução do tempo do seu banho, a KL Telecom já patenteou e está desenvolvendo as seguintes tecnologias com inteligência embarcada:

ECO Shower AC – chuveiro elétrico para ser ligado a sistemas de aquecimento central, por exemplo,
aquecedor solar, com apoio elétrico, que obriga o usuário a consumir primeiramente a água do sistema de aquecimento central para, somente depois, utilizar, se preciso for, a energia elétrica para aquecer a água do banho à temperatura de conforto de cada usuário; ECO Shower Salão – aquecedor de água para salão de cabeleireiro que permite ao profissional liberar água fria ou aquecida e na temperatura ideal, somente no momento em que for necessário; ECO Shower Recycle – “estação de banho” que reciclará água e energia economizando mais de 90% da água tratada e mais de 85% da energia elétrica durante o banho, aumenta a pressão e melhora qualidade da água em relação à que é servida pela concessionária local.

O sistema poderá ser instalado em box comum sem a necessidade de adaptações especiais. Esses novos produtos deverão economizar mais de 50% de água e de energia e a expectativa da empresa é lançá-los apartir de 2018.

Desenvolver tecnologias verdes, inovadoras e inteligentes que possam ser implementadas em escala para economizarem água e energia, mantendo e/ou aumentando a segurança e o conforto no consumo desses recursos, é, hoje, uma necessidade e uma tendência cada vez maior no Brasil e em todo o mundo.

Autor: Claudio Orlandi Lasso, 51 anos é engenheiro eletricista, ecologista e
especialista em tecnologias sustentáveis e no desenvolvimento de projetos de
eficiência energética e de consumo mais racional de água para a mitigação
de crises energéticas e hídricas.
Fonte: Claudio Orlandi Lasso