Panorama
  Veja o Mundo  
Novo pronto-socorro do Hospital Roberto Silvares
Na manhã desta segunda-feira 17 a saúde pública capixaba abriu o novo pronto-socorro do Hospital Estadual Roberto Arnizaut Silvares, em São Mateus, que passa a funcionar no prédio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas) do bairro Carapina.

O imóvel foi cedido à Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Os atendimentos de urgência e emergência, até então realizados pela UPA, serão, assim, absorvidos pelo pronto-socorro, que atenderá a demandas espontâneas e encaminhamentos de serviços de pronto atendimento da região.

A nova unidade visa melhorar o atendimento público de saúde da Região Norte, com o acolhimento dos pacientes no novo pronto-socorro, a abertura de leitos e a entrega de novos serviços.

O hospital passará dos atuais 240 leitos para 320 leitos. Foram contratados 147 profissionais para atuar no local.

Estiveram presentes à solenidade o secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira; o subsecretário de Estado da Saúde, Fabiano Marily; o diretor-geral do Hospital Estadual Arnizaut Roberto Silvares, Allan Lobo, a superintendente Regional de Saúde, Gilcilene Pretta Cani, o secretário de Estado da Agricultura, Paulo Roberto Ferreira; entre outras autoridades municipais e estaduais.

A transferência do pronto-socorro do Hospital Roberto Silvares para o prédio onde funciona a UPA não significa que alguma porta de entrada de pacientes no Sistema Único de Saúde (SUS) da região será fechada. Segundo o secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira, o atendimento às necessidades de saúde da população vai melhorar muito.

“O pronto-socorro do Roberto Silvares será deslocado para a UPA, e o hospital vai ficar com um pronto-socorro referenciado, ou seja, para receber pacientes socorridos por serviços de resgate, como Corpo de Bombeiros e Eco-101. A área é quatro vezes maior do que a que temos hoje no hospital. Vamos ampliar o Roberto Silvares com a abertura de 32 leitos no hospital e 48 no novo pronto-socorro, totalizando uma ampliação de 80 leitos”, detalhou o secretário.

o atual pronto-socorro do Roberto Silvares tem 720 m² e é a principal porta de entrada de urgência e emergência do Sistema Único de Saúde (SUS) para os 14 municípios da Região Norte do Espírito Santo, sendo referência também para pacientes do Sul da Bahia e do Leste de Minas Gerais. No novo espaço, haverá 2.430,46 m² distribuídos entre o pavimento térreo, onde funcionará o serviço de urgência e emergência, com 48 leitos, e o primeiro pavimento, para onde serão transferidos alguns setores administrativos do hospital.

“O Governo está revolucionando a Saúde no Norte do Espírito Santo. Mesmo com toda a crise que o Brasil passa, o Espírito Santo, diferente dos demais estados, está investindo na melhoria da estrutura para o atendimento da saúde. E tudo só é possível pelas contas em dia do Estado. O governo está entregando o novo pronto-socorro do Hospital Roberto Silvares e reformando e ampliando o Hospital e Maternidade de São Mateus«, disse o secretário de Estado da Agricultura, Paulo Roberto Ferreira, que também participou da solenidade em São Mateus.

Toda essa reestruturação vai fazer com que o Hospital Estadual Roberto Silvares trabalhe com mais resolutividade e com tempo de espera menor para os pacientes de alta complexidade, média complexidade e urgência e emergência. Em contrapartida, o município de São Mateus está reestruturando sua rede de saúde para melhorar o atendimento dos pacientes de Atenção Primária.


Hospital e Maternidade de São Mateus

Antes da solenidade de abertura no novo pronto-socorro do Hospital Estadual Roberto Silvares, o secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira, acompanhado do subsecretário de Estado da Saúde, Fabiano Marily, e do secretário de Estado da Agricultura, Paulo Roberto, visitou as obras do Hospital e Maternidade de São Mateus.

“Nós repassamos R$ 3.746.934,57 para as obras de reforma, ampliação e adequação do Hospital e Maternidade de São Mateus. Após a conclusão das obras, as grávidas e os recém-nascidos não precisarão mais ser transferidos para outras cidades, como Colatina e municípios da Grande Vitória, para serem atendidos. Com esta ampliação, o hospital terá capacidade de realizar 3.382 partos de risco habitual e 966 partos de alto risco por ano. Além disso, terá 26 leitos de alojamento conjunto, 14 leitos de alto risco, 10 leitos neonatais e cinco leitos de pré-parto, parto e pós-parto, totalizando 55 leitos do SUS para atendimento à mulher e à criança da região”, disse o secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira.

O subsecretário de Estado da Saúde, Fabiano Marily, destacou que hoje a unidade realiza 1.764 partos por ano e que a obra vai ampliar muito a capacidade de atendimento. “A unidade será referência em gestação de alto risco para os 14 municípios da Região Norte, além de aumentar a abrangência de seu atendimento em gestação de risco habitual de quatro para oito municípios, passando a atender São Mateus, Montanha, Mucurici, Pinheiros, Ponto Belo, Conceição da Barra, Jaguaré e Pedro Canário”, explicou.

A Região Norte de Saúde engloba os municípios de Água Doce do Norte, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Conceição da Barra, Ecoporanga, Jaguaré, Montanha, Mucurici, Nova Venécia, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, São Mateus e Vila Pavão.


Fonte: Pedro Calegario/Foto